Loja virtual

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Causas do Vinho Bouchonée

O termo Bouchonée, usado quando o vinho tem o famoso ‘gosto de rolha’, é resultado da ação do T.C.A. (2, 4, 6, tricloroanisol), fruto da interação de moléculas de cloro com o fungo da cortiça. No nariz o aroma marcante é de papelão molhado ou mofo.  Tem até quem fale de cachorro molhado...

Quando o vinho é pouco afetado pelo T.C.A. ele perde os aromas, e os sabores também ficam muito a dever... Para quem já conhece o vinho, fica mais fácil identificar a diferença. Quando foi muito afetado, aí não tem jeito. O cheiro de mofo é muito forte e o gosto na boca fica terrível!

As estatísticas apontam que menos de 5% dos vinhos vedados com rolhas de cortiça natural podem apresentar este problema.

Caso você perceba um aroma estranho no vinho, mas ainda está na dúvida, espere por mais uns 10 ou 15 minutos. Se o vinho tiver sido afetado, o aroma se intensificará e deixará bem claro o problema. 

É importante ter paciência, pois alguns vinhos podem apresentar aromas mais exóticos ou até mesmo aromas de ‘múmia’ quando mais velhos. A diferença é que estes aromas vão desaparecer ou mudar depois do vinho ‘respirar’ por um tempo.

Tem como ‘concertar’? Na realidade não. Existe uma teoria de que o plástico PVDC neutraliza a TCA, mas este tipo polímero usado no plástico de embalar comida é bastante difícil de ser encontrado.


A saber: um vinho Bouchonée não faz mal a saúde! Apenas torna seu aroma desagradável e o gosto praticamente intragável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...