Loja virtual

domingo, 19 de novembro de 2017

Safra 2017 na Europa e o que Esperar Dela.

Por Luiza Martini, sócia da Casa do Vinho – Famiglia Martini

O clima na Europa em 2017 se mostrou cheio de desafios para os produtores de vinho.

Primeiro, uma forte geada atingiu a França causando grandes perdas, desde Bordeaux até a Alsácia.

Depois, uma onda de calor intenso foi motivo de muita preocupação. A temperatura, na casa dos 40°C, influenciou diretamente o calendário das colheitas em toda Europa. Em muitos locais as colheitas aconteceram com mais de 15 dias de antecedência.


Na Itália, a região Centro-Sul (Toscana, Umbria, Abruzzo, Puglia e Sicilia) foi a mais afetada. As perdas foram enormes e a queda nos rendimentos deve chegar a 35%. Na França, a queda na produção pode chegar a 30% na região do Languedoc. Em La Mancha, na Espanha, este número pode chegar a 35%.

O verão, muito quente e seco, diminuiu a chance de aparecimento de doenças, já que a maioria delas se associa ao apodrecimento das uvas.  De forma geral, a safra foi menor, porém de ótima qualidade, com uvas saudáveis e boa maturação. Vamos aguardar!

Em Portugal, não foi diferente. As colheitas se anteciparam bastante. Eu pude conferir in loco todo o processo de fermentação das uvas recém-colhidas. O resultado foi positivo e a expectativa é de vinhos de ótima qualidade, dos mais simples aos mais especiais.

Muitas vezes, pensamos em safras boas ou ruins associadas aos vinhos melhores. Na realidade, as safras se refletem ainda mais nos vinhos de base e intermediários. Isso porque os vinhos topo de linha são sempre os que recebem os maiores cuidados, em melhores vinhedos e a melhor seleção de uvas. Ou seja, no geral são sempre bons! Exceções aos raros que quando as condições são muito adversas acabam nem sempre sendo produzidos. Já nos vinhos de entrada e segundos-rótulos, as melhores condições da safra dão resultados bem mais aparentes.


Enquanto aguardamos os vinhos da safra 2017, vamos aproveitando os vinhos deliciosos e prontos para consumo que se encontram em nossas prateleiras!

 

















quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Vinho e Saúde

Que vinho (bebido com moderação) faz bem a saúde, isso todos já sabem. Porém ao buscar os benefícios, qual a melhor escolha?

Alguns vinhos têm níveis mais elevados de elementos que a ciência classificou como benéficos. Você sabe quais são? Nenhum dos clássicos como Cabernet Sauvignon ou Merlot.
Quais as características devemos buscar para escolher o vinho mais ‘saudável’?

- Que seja seco (com pouco ou nenhum  carboidrato);
- Menos alcoólico;
- Com mais polifenóis, particularmente, procianidinas.

Em um vinho, quase tudo que não é água ou álcool é polifenol: tanino, pigmento de cor, aroma, resveratrol, procianidinas e outros cerca de 5.000 componentes de plantas. São os polifenóis que combatem a formação de placas de colesterol nos vasos sanguíneos.

Como os polifenóis são encontrados na casca e nas sementes das uvas, estamos em busca de um vinho cujo mosto ficou mais tempo em contato com as cascas, ou seja, um bom tinto!

E quais são as uvas com maior concentração de polifenóis?

- Sagrantino, uva rara da região da Umbria (Itália);
- Tannat, de Madiran (França), também muito plantada no Uruguai;
- Petite Sirah, da California;
- Marselan, da França, também encontrada na Espanha, China, Argentina, Brasil e Uruguai;
- Nebbiolo, emblemática uva do Piemonte (Itália).

Como outros fatores também vão influenciar no resultado, como colheita e produção, a dica é escolher pelo sabor. Estes vinhos têm mais tanicidade, acidez, sabores frutados e em sua maioria, coloração intensa e um pouquinho de amargor.
Aproveitando as dicas acima, a sugestão da semana não poderia ser outra. Ainda mais se você ainda não conhece esta preciosidade: SAGRANTINO!!!! Ah, dá até para fazer uma degustação vertical e aliar prazer, saúde e conhecimento!





Fonte: WineFolly

sábado, 28 de outubro de 2017

Os Aromas do Vinho

por Luiza Martini

Quem é do mundo do vinho sabe que sentir os aromas é uma das principais etapas da degustação. Sem o olfato não sentimos os aromas nem mesmo os sabores. 

Sua importância na avaliação é crucial! Verificamos aspectos como intensidade, evolução, sanidade e, claro, tentamos identifica-los. Já publicamos aqui uma tabela associando vinhos e aromas para ajudar neste processo. 

Os aromas vão bem além: são capazes de nos transportar no tempo! Podem nos remeter a locais ou momentos diferentes da nossa vida e experiência. Lembranças da infância que muitas vezes só os cheiros são capazes de resgatar.

“Os cheiros foram feitos para ressuscitar lembranças desaparecidas. (...) Um cheiro, um perfume têm, como um vinho, o poder de abolir a ideia de um tempo único e absoluto, o poder de fazer viver um eterno presente” – Jean-Paul Kauffmann

Que tal tentar identificar alguns aromas e, quem sabe, eles possam te levar a uma deliciosa viagem no tempo? 

Ou mesmo construir hoje uma nova memória. Um vinho aromático tomado em boa companhia, numa ocasião especial, pode ajudar a fixar a lembrança deste momento.

Cada um tem uma percepção diferente de aromas. Sejam eles de frutas, flores, tostados, químicos, lácteos, terrosos ou herbáceos. Feche os olhos e aproveite!

A minha opinião sobre dois vinhos:

Neste aqui, o que mais se destaca para mim são os aromas de café moído na hora. Várias as lembranças que vêm daí! Algumas até do tempo que eu ainda nem tomava café... E você? Será que vai perceber a mesma coisa que eu? 



Gosto de tentar identificar aromas em vinhos mais exóticos. Este por exemplo é da uva Fiano, de terroir vulcânico. Achei frutas mais exóticas também. Carambola foi uma delas. E com certeza trouxe lembranças da infância.



segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Baixe Gratuitamente Nossa Revista

Criamos uma revista incrível com dicas para uma viagem enogastronômica inesquecível para o norte de Portugal.

Nela você vai encontrar dicas de lugares maravilhosos para visitar, onde comer, hospedar-se, Quintas para visitação e muito mais.

Clique AQUI e confira!







quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Vinhos e Primavera. O que beber na estação mais charmosa do ano?

A primavera já está iniciando e as temperaturas já começam a subir. 

A estação é um convite aos vinhos mais refrescantes! As dicas mais clássicas são os brancos e os lindos rosés que chegam com força total. 

Porém, as noites ainda frescas combinam muito com vinhos tintos mais leves e elegantes. Um bom Pinot Noir é sempre uma boa pedida, mas se quiser uma alternativa um pouco mais econômica, a dica são os vinhos produzidos com a uva Nebbiolo na Lombardia. 

O Nino Negri, produtor de excelência e estrelado no Gambero Rosso, faz vinhos incríveis! Além dos mais famosos, os Sfursat que passam por um processo um pouco mais elaborado como os Amarone, o produtor também faz vinhos leves, frescos, elegantes, sutis e de grande equilíbrio. O Quadrio é um brinde a primavera!





domingo, 24 de setembro de 2017

Como Comprar na Loja Virtual

A gente entende que ninguém nasce sabendo comprar pela internet... Se você ainda não sabe, não se preocupe: é muito fácil comprar em nossa loja virtual!

Aprenda agora como comprar os melhores vinhos conosco de maneira rápida, descomplicada e simples.

1- Abra a internet, preferencialmente com o navegador CHROME.

2- Digite na barra da endereços: loja.casadovinho.com.br

Pronto, você já entrou na loja! Essa é a página principal e você pode dar uma olhadinha no que há de destaque, nos banners e vitrines. Pode também nos conhecer melhor clicando no menu Institucional QUEM SOMOS.

Clique em POLÍTICAS e saiba sobre nossas regras de compras. Lembre-se: quando você compra na loja virtual, está automaticamente concordando com essas regras.

Leia também sobre a nossa GARANTIA DE QUALIDADENessa página você vai saber sobre nossas garantias e filosofia em relação aos vinhos, armazenamento e preços.

Quer saber em detalhes como comprar? Clique em PASSO A PASSO PARA UMA COMPRA FELIZAli tem um passo a passo escrito e outro ilustrado para facilitar a sua vida.

Ainda está com dúvidas? Vá para o menu do rodapé e clique em DÚVIDAS. Ali você vai saber tudo sobre compra, pagamento, envio, entrega, horários, endereços e muito mais.

Agora chegou a hora de escolher os vinhos!

3- No menu vermelho você vai encontrar diversos tipos de busca.

Clicando em VINHOS, todos os rótulos vão aparecer. Use os filtros da lateral esquerda para filtrar sua busca. A cada item do menu, novos tipos de filtros vão aparecer e você pode selecionar ou desmarcar cada filtro como preferir.

Não encontrou o vinho que procura? Use a busca por palavras-chave, e se ainda assim não encontrou lembre-se que temos apenas vinhos de importação própria. Confira também se o nome digitado está com a grafia correta.

4- O próximo passo é colocar seus vinhos na cesta de compra.

Estipule o número de garrafas e clique em COMPRAR. 
Opte por FECHAR PEDIDO ou CONTINUAR COMPRANDO. A qualquer momento você pode acessar sua cesta de compras e alterar qualquer item que esteja nela.

5- Depois de escolher todos os itens, clique em FECHAR PEDIDO através do último item ou pela cesta de compras.
Agora você já está passando por nosso caixa virtual.


Hora de conferir os itens e pedir para embrulhar ou não 
para presente. Marque a caixa ao lado da figura de presente nos itens que você deseja presentear. Lembre-se que se você não marcar essa caixa agora, nós não vamos saber que o vinho é para presente!

6- Clique novamente em FECHAR PEDIDO ou calcule o frete fornecendo o CEP de DESTINO da mercadoria. 


7- Agora chegamos ao menu de cadastro.


Precisamos dos seus dados para poder finalizar a compra. 
Em DADOS PESSOAIS forneça seu nome e os outros itens válidos e atualizados.

Atenção ao seu email! Garanta que ele esteja correto e que nossos emails não parem em sua caixa de Spans. Em DADOS DE ENTREGA coloque o SEU próprio endereço principalPode ser sua casa ou trabalho. É possível criar quantos outros endereços você quiser e mandar entregar nesses endereços, mas o seu endereço também precisa ser fornecido.

Agora você pode continuar a compra por aqui e ir para a tela de pagamento ou então... começar a compra de outra forma: a partir do cadastro.

Vamos retroceder?

1- Depois de entrar na loja virtual vá direto para CADASTRE-SE. Digite seu email. Clique em CONTINUAR, digite seus DADOS PESSOAIS e DADOS RESIDENCIAIS e siga até criar sua senha.

Enquanto estiver logado, seu nome estará aparacendo na parte superior da tela no lado esquerdo.

2-Escolha seus vinhos do modo que já foi explicado. Altere as quantidades e o que mais quiser se for necessário. Se o vinho for para presente, escolha em seguida o embrulho de presente e escreva a mensagem do cartão.

Atenção à essa parte! Não pule nenhuma etapa.

Prossiga com a compra.

3-Agora é hora de escolher o endereço de entrega. Pode ser no seu endereço já cadastrado ou um novo endereço, basta cadastrar!

Não esqueça de conferir o nome de quem vai receber o vinho em caso de presente! Se você não preencher essa parte o seu nome vai aparecer por padrão e não saberemos a quem entregar.

4- Agora é hora de escolher o meio de transporte. Escolha o que for mais conveniente para você e prossiga.

5- Chegamos à PÁGINA DE PAGAMENTO. Esse é o ambiente mais seguro da loja, então relaxe. Escolha entre as opções disponíveis. Passe os seus dados de cartão se escolher esse método.

Ah! Nós não gravamos nenhum dado de cartão.Somente o seu cadastro pessoal fica acessível apenas para nossa equipe e é totalmente sigiloso.

Se surgir alguma dúvida ou tiver alguma dificuldade durante a sua compra ou quiser sugestões de vinhos fale com a nossa sommelière! Ela está ao vivo em horário comercial e vai 
te atender imediatamente.

Consulte seu email, você vai receber nele todas as atualizações de status da sua compra.

Agora é só preparar a taça!


       

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

De Quantas Taças eu Preciso?


Taça pra Bordeaux, taça pra Brunello, taça pra vinho de sobremesa. Taça pra Champagne, Taça pra vinho do Porto...
Será que eu preciso disso tudo?

O mercado está cheio de taças pra todos os tipos de vinhos e uvas. Aí a gente se pega pensando "será que eu vou precisar de uma cristaleira gigante (e gastar uma fortuna) só para apreciar os vinhos que eu tenho na minha adega?".

Não. Uma taça vai te atender super bem.

A grande crítica de vinhos Jancis Robinson escreveu em seu guia de bolso "Expert em Vinhos em 24 Horas" que apenas uma taça atende a todos os tipos de vinhos.

Claro que é preciso levar em consideração algumas coisas para não errar na taça. Como será apenas uma, vale muito a pena investir muito bem nela.

Escolha uma taça de cristal, de bojo mais largo, de boca um pouco mais estreita, aste longa, sem detalhes, desenhos ou cores, preferencialmente com tinanium - que a torna mais resistente a quebras.

Essa taça é coringa e vai atender bem a todos os tipos de vinhos, é lindíssima e prática.

Use o dinheirão que você iria gastar em meia dúzia de modelos diferentes para cada ocasião pode ser gasto no que vai encher a taça... É muito mais vantajoso.


       

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

7 Mitos do Vinho

Nem tudo o que a gente ouve sobre vinho por aí é verdade! Esteja atento para não ser enganado por lendas e mitos a respeito do vinho e aproveite ainda mais cada garrafa que você abrir.


1 - Quanto mais cara a garrafa, melhor.

Paladar é pessoal e intransferível e gosto pessoal não se mede com cifras. Vinhos de uma faixa de preço mais alta podem ser melhores que muitas “pechinchas” suspeitas, mas um vinho 
inacreditavelmente caro pode ser tão bom quanto outro que não arrombe sua conta bancária...


2 - Quanto mais pesada a garrafa, melhor o vinho (ou quanto mais elaborado o rótulo, melhor)

É isso mesmo que os departamentos de marketing querem que você pense. Mas o que importa não é a garrafa e sim o que está dentro dela. Antes de beber não dá pra saber se o vinho é bom. Tome como exemplo os maiores e mais conhecidos vinhos, como Bordeaux ou Borgonha. As garrafas são boas e simples. Os rótulos não são chamativos, extra coloridos ou elaborados.

3 - Vinho tinto deve ser bebido com carnes vermelhas e brancos, com peixe.

Essa é uma regra bem geral, mas não absoluta. A harmonização depende de muitos outros fatores além da cor dos ingredientes. É preciso analisar o "peso" dos sabores e aromas do prato, o método de cocção, os molhos, guarnições e muito mais coisas além da cor.

4 - Os vinhos melhoram com a idade.

Ao contrário, a maioria é feita para ser bebido jovem. Quem ganha com o tempo são os vinhos de guarda que são mais raros e caros. Vinhos de guarda precisam ser produzidos com essa intenção e não é qualquer lugar que tem uvas, métodos e até mesmo vontade de produzir vinhos de guarda. Para muitos produtores é melhor, mais econômico e lucrativo fazer vinhos para consumo imediato.

5 - Existe vinho para homens e vinhos para mulheres.

Bobagem! Muita, muita bobagem!
O que existe são vinho para principiantes e vinhos para quem já tem experiência. Paladar não tem gênero e evolui da mesma forma. Normalmente quem está começando a beber vinhos prefere os mais leves, adocicados e fáceis de beber. Com o tempo e a prática o paladar evolui e deixamos de gostar dos vinhos mais fáceis, partimos para os mais complexos, tânicos e difíceis.

Algumas regiões, como a Borgonha, produzem vinhos frequentemente descritos como "femininos" mas o termo nada tem a ver com o gênero de quem vai beber os vinhos e sim com sua complexidade. 

6 - Vinho de misturas de uvas não são bons.


Outra bobagem. O corte, blend ou assemblage visa melhorar os vinhos. O que falta em uma uva pode ser complementado com outra e assim criar um vinho equilibrado. É como uma orquestra. Um piano solo pode ser lindo, mas uma música que inclua outros instrumentos pode ser ainda melhor.

7 - Vinhos “Reserva” são melhores

Depende do país de origem. A expressão pode ser usada em alguns países que possuem leis que regem a produção e ter diferentes significados que vão desde o tempo de madeira até teor alcoólico. Ou pode também ser usada por produtores de países que ainda não possuem leis no setor apenas para atrair o consumidor incauto.



         

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Enogafes

Quem é que nunca passou por alguma situação constrangedora nessa vida de enófilo?

Para que você não seja a pessoa que vai causar embaraço, evite algumas das mais comuns gafes relacionadas ao vinho:

1- Nunca, jamais, sob nenhuma hipótese, coloque açúcar no vinho. Se quiser um vinho “docinho” peça um vinho doce. Os secos devem permanecer secos.

2- Nunca diga “mas só vai servir esse pouquinho?” quando colocarem só um pouco de vinho numa taça enorme. Ela é grande para que você possa girar o vinho na taça e não para colocar a garrafa toda ali dentro.

3- Quando estiver em uma feira de vinhos aproveite a chance de conversar com os produtores e importadores. Feira não é open bar. Não chegue pedindo para encher a taça ou pelo “vinho mais top”.

4- Não seja pedante! Entender de vinhos é bom, mas só falar disso, criticar vinhos que os amigos trouxeram para o jantar ou o gosto das pessoas é bastante mal educado. Não seja um enochato.

5- Não beba demais! Faz mal para a sua saúde, é perigoso se você vai dirigir e pode causar muito constrangimento para você e seus amigos. Ninguém gosta de gente bêbada, né?

6- Cheirar a rolha está pra lá de ultrapassado! E recusar o vinho apenas cheirando a rolha, mais ainda!


Agora que você já sabe o que evitar, é só aproveitar o que o vinho tem de melhor!


        

terça-feira, 11 de julho de 2017

A Mosca da Fruta

A mosca-da-fruta, ou Drosophila melanogaster, seu nome científico, vem sendo estudada há mais de cem anos e desvendou muitas questões intrigantes da ciência.

Geneticamente elas são mais próximas do seres humanos do que gostaríamos de imaginar. E como tem vida muito curta, são baratas e se reproduzem muito rapidamente, são ideais para serem estudadas.

Os estudos conduzidos nessas moscas levaram a cinco premiações no Nobel, em 1946, 1995 e 2011. Conhecimento atual sobre como nos desenvolvemos, nosso comportamento, envelhecimento e evolução todos são construídos sobre a base dessas pesquisas com moscas-da-fruta.

Deixamos as moscas bêbadas para estudar o vício ao álcool, investigamos o sono delas e como são afetadas pelo café e descobrimos que moscas mais velhas dormem menos.
Os primeiros genes do "jet lag" foram identificados em moscas, e hoje sabemos que também os temos.

Interessante, não é? Só não pode deixar ela cair no vinho!


Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...