Loja virtual

sábado, 28 de outubro de 2017

Os Aromas do Vinho

por Luiza Martini

Quem é do mundo do vinho sabe que sentir os aromas é uma das principais etapas da degustação. Sem o olfato não sentimos os aromas nem mesmo os sabores. 

Sua importância na avaliação é crucial! Verificamos aspectos como intensidade, evolução, sanidade e, claro, tentamos identifica-los. Já publicamos aqui uma tabela associando vinhos e aromas para ajudar neste processo. 

Os aromas vão bem além: são capazes de nos transportar no tempo! Podem nos remeter a locais ou momentos diferentes da nossa vida e experiência. Lembranças da infância que muitas vezes só os cheiros são capazes de resgatar.

“Os cheiros foram feitos para ressuscitar lembranças desaparecidas. (...) Um cheiro, um perfume têm, como um vinho, o poder de abolir a ideia de um tempo único e absoluto, o poder de fazer viver um eterno presente” – Jean-Paul Kauffmann

Que tal tentar identificar alguns aromas e, quem sabe, eles possam te levar a uma deliciosa viagem no tempo? 

Ou mesmo construir hoje uma nova memória. Um vinho aromático tomado em boa companhia, numa ocasião especial, pode ajudar a fixar a lembrança deste momento.

Cada um tem uma percepção diferente de aromas. Sejam eles de frutas, flores, tostados, químicos, lácteos, terrosos ou herbáceos. Feche os olhos e aproveite!

A minha opinião sobre dois vinhos:

Neste aqui, o que mais se destaca para mim são os aromas de café moído na hora. Várias as lembranças que vêm daí! Algumas até do tempo que eu ainda nem tomava café... E você? Será que vai perceber a mesma coisa que eu? 



Gosto de tentar identificar aromas em vinhos mais exóticos. Este por exemplo é da uva Fiano, de terroir vulcânico. Achei frutas mais exóticas também. Carambola foi uma delas. E com certeza trouxe lembranças da infância.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...