Loja virtual

segunda-feira, 21 de março de 2016

Deliciosa Receita para a Páscoa

 A Páscoa está chegando e não dá para não pensar em comidas gostosas e, claro, nos vinhos que irão acompanhar!

Os peixes, principalmente o bacalhau, são os mais pedidos. Por isso, preparamos um news delicioso para você. 

Convidamos uma chef muito especial para preparar uma receita fácil, rápida e, o mais importante, DELICIOSA! A Bel Antonini trabalhou um extenso período com a renomada chef Roberta Sudbrack. 

Seu portfólio engloba, além de receitas sofisticadas, a praticidade que hoje é fundamental. O desafio que passei à Bel foi preparar um prato que seja simples de fazer e muito saboroso usando bacalhau. 
A ideia é que assim mais pessoas se animem a fazer a receita. 
Desafio aceito, fizemos uma degustação já testando as harmonizações sugeridas aqui. Um sucesso!! Então, aí vai:

Quiche de Bacalhau e Tomatinhos Assados, Salada Verde e Tapenade
Por Bel Antonini

Tapenade

200 g de azeitonas azapa (ou qualquer azeitona de sua preferência)
2 filés de aliche
1 raminho de manjericão fresco
azeite, pimenta do reino e sal a gosto


Modo de Preparo:

Retire o caroço das azeitonas e dê uma fervura em bastante água para retirar o excesso de sal. Escorra e reserve.

Bata num processador de alimentos, mixer ou liquidificador, as azeitonas, o aliche e folha de um raminho de manjericão (cerca de uma colher de sopa). 

Acrescente um fio de azeite até que a mistura consiga bater cremosamente. Corrija o sal e pimenta do reino caso necessário.

Guarde na geladeira até o momento de servir. A tapenade de azeitonas poderá ser conservada por até um mês, na geladeira e coberta com um pouco de azeite. É um excelente acompanhamento para saladas, carnes e sanduíches.


 Quiche de Bacalhau e Tomatinhos Assados

 1 massa folhada laminada pronta (Arosa)
500 ml de creme de leite fresco
Pitada de noz moscada (opcional)
5 ovos
300 g de bacalhau em lascas, previamente dessalgado (e bem sequinho)
300 g de tomatinhos italianos (1 caixinha)
1 alho-poró finamente cortado (parte branca apenas)
100 g de bom parmesão ralado grosso
Manjericão fresco
Azeite, sal, pimenta do reino moída na hora


Modo de preparo:

Tomates assados:
Para assar os tomatinhos, forre um tabuleiro pequeno com papel alumínio e ligue o forno no máximo. 

Caso tenha um grill no fogão basta apenas ligá-lo, é mais rápido! Lave e seque os tomates e coloque os no tabuleiro junto com 2 a 3 raminhos de manjericão fresco. 

Tempere com um fio de azeite, uma pitada de sal, uma pitada de açúcar e pimenta do reino moída na hora a gosto. Leve ao forno até que estejam dourados. Reserve.



Massa:
Enquanto isso, prepare sua forma para a quiche. Desenrole a massa folhada em um tabuleiro ou pirex. 

Fure toda a massa com a ponta de um garfo e deixe o tabuleiro no freezer até o momento de assar.

Recheio:
Em uma frigideira, doure o alho-poró em cerca de 4 colheres de sopa de azeite. 

Em seguida, acrescente o bacalhau e doure rapidamente. Retire do fogo e misture os tomates assados. 

Prove o tempero e, caso necessário, corrija o sal e a pimenta do reino dos ingredientes para o recheio.


Creme:
Bata vigorosamente o creme de leite e os ovos. Tempere com uma pitada de noz moscada e pimenta do reino moída na hora.

Montagem da quiche:

Retire do freezer a massa, cubra com os ingredientes do recheio e em seguida coloque todo o creme. 

Para finalizar, o queijo ralado fará a cobertura. Leve ao forno (220º C) por cerca de 25/30 minutos ou até que a quiche esteja bem dourada e o seu recheio firme ao toque. 

Retire do forno e sirva com uma bela salada de folhas e tapenade! Caso prefira, a quiche poderá ser servida um tempo depois de assada em temperatura ambiente.
  


Para harmonizar com esta delicia, vamos dar algumas alternativas bem interessantes:

A primeira opção é um branco fora do comum! 
O Nino NegriChiavennasca. Os clientes da Casa do Vinho Famiglia Martini com certeza já viram esta indicação outras vezes. 

Afinal, este branquinho além de delicioso tem um preço acessível e qualidade extraordinária! Por que fora do comum? Porque é um branco feito exclusivamente de uvas tintas. 

Neste caso a uva é 100% Chiavennasca (como a Nebbiolo é conhecida na Lombardia). É um vinho dourado e muito brilhante, com textura, estrutura e acidez muito equilibrada. Vai ficar perfeito no almoço de Páscoa!

A segunda opção é um clássico da Casa do Vinho Famiglia Martini. O Apollonio Laicale Chardonnay

Muito estruturado e potente, tem 12 meses de estágio em barricas de carvalho. Um vinho marcante! Por sua estrutura e densidade, está sempre entre as melhores pedidas para acompanhar bacalhau!

Se você é mais conservador em relação a vinhos e prefere ficar na elegância e sofisticação, a melhor pedida, sem dúvida, é o RivesBlanques Chardonnay Odyssée

Este vinho também passa 12 meses em carvalho. Com seus vinhedos situados em posição privilegiada, suas uvas conferem a este vinho um frescor e equilíbrio encantadores. É uma super pedida para quem quer impressionar!

Agora, para os que preferem os vinhos tintos, a melhor pedida são os vinhos mais leves e com pouco tanino. Os Pinot Noir são sempre bem lembrados e clássicos, e o Lamblin Bourgogne é ótima pedida. Leve, fácil e bem redondinho na boca.

A segunda opção de tinto é para quem quer sair da mesmice. O Nino Negri Rosso di Valtelina, um Nebbiolo bem fresco, leve e frutado. Sua cor é clara como a dos Pinot Noir. Vinho delicado e encantador.

Bom, como o tema é Páscoa, não poderíamos deixar de lado os chocolates! Para fazer bonito na hora da sobremesa, sirva um BarbeitoMadeira Malvasia Reserva. Um luxo!!!! Os vinhos Madeira doces são uma excelente opção para as sobremesas doces, incluindo chocolates.

Se preferir o clássico, claro que não poderia deixar de fora da lista um porto ruby. A sugestão para a Páscoa é o irresistível Quintado Tedo Finest Reserve.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...