Loja virtual

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Vinhos Portugueses e Suas Comissões

Não é possível entender ou apreciar os vinhos portugueses sem levar em conta algumas considerações.

A primeira delas é que eles são muito originais. Nenhum outro país tem uma variedade tão curiosa de uvas. Além de autóctones, essas uvas tem nomes ora estranhos, ora engraçados, diferentes ou inesperados.

Tinto Cão, Rabo de Ovelha, Esgana Cão e Raboso são apenas alguns exemplos.

Outra característica marcante nos vinhos portugueses é a quase absoluta ausência de monovarietais.

Poderia-se resumir a filosofia dos vinhos polivarietais citando o exemplo de uma orquestra:
Ouvir um violino tocando pode ser uma experiência incrível, mas se houver um piano, metais, mais cordas e tambores, a experiência pode ser amplificada.

A viticultura portuguesas sofreu de muitas formas: invasões, proibições e quase extermínio com a Filoxera. Mas manteve-se, renovou e atualizou-se. Embora apegado às suas castas e tradição, os vinhos portugueses mostraram-se capazes de competir em par de igualdade com outros grandes países, como Itália e França e ainda assim manter a originalidade.

Além disso, os rótulos dos vinhos portugueses são mais fáceis de serem entendidos já que não há a barreira da língua. 

Existe também a facilidade de entender as regiões e Comissões bem divididas que cuidam da legislação vitivinícola de cada região.

Atrás de cada rótulo de vinho português, há um selo que identifica a Comissão responsável por aquela região, como nesse exemplo:



Cada Comissão mantém um site com toda a História e informações sobre a região, turismo, vinícolas e legislação. Em alguns casos é possível obter informações específicas sobre cada garrafa, como na Comissão dos Vinhos Verdes (AQUI).

Além dos sites das Comissões, há o Infovini, mantido pelo Instituto da Vinha e do Vinho, I.P., o Instituto dos Vinhos do Douro e Porto, I.P. e o INEGI.
Lá é possível aprender muito sobre os vinhos portugueses de forma sempre atualizada e prática.

Se você ficou curioso, visite, estude, mas principalmente, prove os vinhos de Portugal!


Veja as nossas sugestões clicando AQUI.











Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...