Loja virtual

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Pra que Serve o Sommelier?

por Gil Vesolli, sommelière não esnobe.

Além do nome complicado - talvez até por conta dele - nós, sommeliers, temos carregado a má fama de esnobes durante muito tempo. Tem muita gente que ainda carrega a imagem de um sujeito vagamente francês, vestido de pinguim, nariz arrebitado e pince nêz que invariavelmente vai lhe servir um vinho e ficar com seu rim como forma de pagamento.



Não posso mentir dizendo que isso não existe. Mas felizmente está ficando cada vez mais raro. Em parte porque já há mais de uma década que passaram a existir cursos profissionalizantes de sommelaria no Brasil. E também porque o consumo de vinho aumentou, bem como o conhecimento sobre a bebida foi disseminado entre todos e não apenas entre os profissionais, reduzindo a chance de o sommelier sentir-se a última garrafa de Lafite da adega.

O fenômeno também deve-se à quantidade de pessoas jovens que têm ido para a Gastronomia e se deparando com clientes também jovens e sem muita paciência para as frescuras datadas de séculos passados.


Os restaurantes e lojas de vinhos modernizaram para atender uma nova demanda, inclusive não presencial - coisa impensável há não muito tempo. Lojas virtuais de vinhos surgiram e com elas um tipo de atendimento cuja comunicação do sommelier com o cliente precisa ser feita de outra forma: direta, rápida e amigável.


Em contrapartida ainda há quem pense que sommelaria, com ou sem pinguins esnobes, é frescura. 

E há quem diga isso até experimentar peixe com vinho tinto ou ficar perdido na hora de decidir jogar ou não fora o vinho com rolha quebrada ou depósitos no fundo da garrafa.

Ter um sommelier para orientar as escolhas do vinho não é frescura, é bom senso. Em especial se envolver garrafas caras ou ocasiões especiais. Mas ainda há quem não saiba exatamente o que um sommelier faz e por vezes deixa de aproveitar melhor o seu trabalho.


Como o enólogo é um sujeito muito especialista, do tipo que prefere química e plantação e raramente é encontrado fora de seu habitat, a necessidade se encarregou de providenciar o sommelier. Esse pode ter diversos tipos de conhecimentos e atuar em diversas frentes.

Há o sommelier que decide as importações e tem o difícil, duro e exaustivo trabalho de sair mundo afora procurando vinhos. Também existe o sommelier especialista em determinada região ou tipo de vinho já que estudar profundamente tudo levaria umas três vidas. Há o que atua exclusivamente dentro da vinícola e faz o papel de guia e apresentador dos rótulos. 
Há aqueles que como eu são de uma nova safra de sommeliers:  os que atendem virtualmente bem mais que de forma presencial. Há também o clássico sommelier de restaurante, claro. 

De uma nova safra também são os sommeliers de cerveja. Muitos deles cursaram a sommelaria tradicional e migraram, agregando imenso valor à bebida tida até então como pouco fina ou nobre. Há também os sommeliers concurseiros, que estudam para ganhar prêmios e ascender na profissão e acabam por trabalhar por conta própria criando cartas ou dirigindo confrarias.

Tal como o próprio vinho é possível encontrar um sommelier que atenda completamente as suas necessidades e desejos. E da mesma forma ele pode dar às suas escolhas enológicas ainda mais prazer.



Sugestao da semana: Entre na loja virtual e fale com nossa sommelière pelo chat ou whatsapp (31) 97504 0085










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...