Loja virtual

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Sulfitos no Vinho

por Luiza Martini

Para a maioria das pessoas, o sulfito não é a causa da dor de cabeça por causa do vinho. 

Apenas um pequeno número de pessoas sofre de severa sensibilidade asmática ao sulfito em quantidades superiores a 10 ppm (partes por milhão). Só para se ter ideia, comida processadas tem muuuuuito mais sulfitos que um vinho tinto seco.

Um vinho pode ter de 10 a 40 ppm de sulfitos produzidos naturalmente chegando a 350 ppm se forem acrescidos sulfitos com intuito de conservação. Lembrando que vinhos doces (até 350 ppm) têm mais sulfitos que tintos secos (de 50 a 150 ppm). Já uma batata frita industrializada tem mais de 1000 ppm de sulfitos. Frutas secas então... melhor nem saber.

Sulfitos são compostos químicos à base de enxofre, que podem ocorrer naturalmente nos alimentos (no caso do vinho, durante o processo de fermentação), ou acrescentados a eles por sua função antioxidante, antisséptica e antibacteriana. Na produção do vinho, é usado o dióxido de enxofre ou anidrido sulfuroso (SO2).

Vinhos orgânicos têm menores níveis de sulfito, mas, mesmo assim, algumas pessoas reclamam de enxaqueca. Pesquisas científicas apontam as histaminas e a desidratação como as causas mais prováveis.

Em relação à desidratação, falamos um pouquinho no news que explica porque devemos beber água enquanto degustamos vinhos. 


A não ser que você seja uma dessas pessoas com alergia grave não tem com o que se preocupar. Se ainda assim você prefere vinhos com o mínimo de sulfitos opte por vinhedos orgânicos, como esse:

 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...