Loja virtual

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Taças para vinhos: quantos modelos diferentes preciso ter em casa?


Por Luiza Martini, sócia e proprietária da Casa do Vinho – Famiglia Martini

Existem diversos modelos de taças no mercado. Uma para cada tipo de vinho. Dá até para escolher pela uva. São muuuuitas opções! E aí? Significa que preciso ter uma cristaleira enorme só para apreciar os vinhos que tenho na adega? Claro que não!

Até a renomada crítica de vinhos, a inglesa Jancis Robinson, escreveu em seu livro de bolso, Expert em Vinhos em 24 horas, que uma só taça atende a todos os tipos de vinho. Isso mesmo, UMA! Tudo bem se você for um colecionador e tiver um armário lotado, mas se não for o caso, melhor investir em um só modelo coringa de qualidade superior.

A taça ideal, neste caso, deve ter um bojo maior, largo e de borda um pouco mais estreita, haste longa, incolor, de cristal e sem detalhes de lapidação. 

Simples assim! Aí é só abrir seu vinho, seja ele branco, rosé, tinto ou mesmo um champanhe. Pois é, não se assuste.  O champanhe pode ser servido em taça de vinho, afinal ele também é um! 

Neste caso fique atento com a quantidade, nada de colocar muito, como se estivesse servindo uma taça tipo flauta, pois seu champanhe poderá esquentar, além de não deixar espaço para os aromas. Sirva apenas 1/3 da taça e aproveite!

Para que complicar se podemos simplificar? A praticidade e economia nos dias de hoje são muito bem-vindas, mas sem abrir mão da qualidade!


Vamos aproveitar para caprichar na adega? Seguem as dicas da semana.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...