Loja virtual

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Conheça nossos produtores - Elena Fucci

É com muita satisfação que apresentamos mais uma grife em nossas prateleiras: Elena Fucci, que chega pela primeira vez no Brasil e com exclusividade para a Casa do Vinho – Famiglia Martini.

As vinhas foram adquiridas na década de 60 pelo avô de Elena, que decidiu comprar a maior parte da vinha em Contrada Solagna de Titolo no sopé do Monte Vulture (um vulcão extinto), no Sul da Itália.  

Ao longo dos anos que se seguiram, ele e o bisavô cuidaram das vinhas, vendendo as uvas após a colheita e mantendo apenas o suficiente para produzir um vinho para consumo pessoal.

O primeiro pensamento foi que "seis hectares de terra são demais para manter por diversão". Assim, decidiram vender o terreno, também levando em consideração o fato dos pais serem professores e Elena e os irmãos imaginaram que futuros estudos na Universidade os levariam para muito longe de suas casas na cidade de Barile. 

Numerosos compradores interessados bateram à porta. Mas, no último momento Elena levou 'um tiro no coração'.  Não suportava a ideia de que alguém poderia tirar da família a vinha onde cresceram. A casa está localizada bem no meio do vinhedo. 

Elena também não aceitava a possibilidade de que outro nome poderia fazer algo especial com as vinhas mais antigas do Monte Vulture, a maioria com 55-60 anos de idade, sendo que algumas foram plantadas mais de 70 anos atrás.  

Assim, Elena mudou completamente os planos que tinha para o futuro e a família e decidiu investir na área que permitiu que o pai e, antes dele, o avós e bisavós cultivassem para viver.

Pode parecer uma história contada por um escritor, mas quando Elena contou aos pais sua intenção de estudar Enologia na Universidade, ficaram imediatamente encantados e dispostos a dar uma mão.  Especialmente o pai, que parecia abrigar este sonho há algum tempo.  Na verdade, levou-o para versar Agronomia e tudo o mais que seria necessário para iniciar este novo empreendimento.

A vinícola ganhou vida com a safra 2000 simultaneamente com os estudos de Elena.  Inicialmente, foram atendidos por um consultor externo, até que em 2004 assumiram todas as facetas da adega.  

A escolha desde o início, sem qualquer arrependimento, foi a arriscar tudo por um único rótulo, o "TITOLO", prevendo-o como um vinho de alta qualidade, primeira classe ou "cru".  

Um vinho exclusivo relacionado com o rendimento dos vinhedos e a qualidade das vinhas. Representa as características da uva Aglianico e o território de Vulture, onde a mistura específica de microclima e terroir transmite ao vinho uma das melhores e únicas expressões desta área fabulosa que é Contrada Solagna del Titolo.

Um dos maiores elogios dados para o "TITOLO" é o seu reconhecimento entre outros vinhos, reconhecimento que baseia-se na representação do território de onde provêm.

Suas clássicas vinhas do sul da Itália estão localizadas em uma área montanhosa, no interior, a uma altitude de 600 metros de terreno vulcânico. Um solo mineral forte, escuro na cor, que conta em suas camadas a história e a vida do vulcão Vulture. 

Caminhando entre as vinhas, pode-se ver a apenas algumas centenas metros de distância, o vulcão extinto, que deu origem ao penhasco sobre a lava no qual a vinha, a casa e a cidade de Barile estão localizadas.  

Fases eruptivas são compostas por fluxos de lava, lapilli e cinzas, intercaladas com períodos de estagnação, composto por camadas de argila.  Tudo isso se refletirá na taça quando você sentir o buquê e provar o vinho.

A interpretação de Elena do território é definida por membros da indústria, como "moderno, mas não modernista".  
Moderno para ser capaz de entender as reais necessidades da variedade Aglianico em termos de maturação e envelhecimento, mas sempre sem alterar as características da fruta que a vinha produz neste canto maravilhoso da Itália. 

Apesar de moderno, eles mantém as tradições e passam de geração a geração o conhecimento que adquiriram. Inclusive o avô dela, que aos 86 anos ainda participa e cuida diariamente das vinhas.

Elena trabalha para fazer o nome, uma satisfação que vai além das premiações nacionais e internacionais de vinhos, uma demonstração de que o passado e o futuro podem, juntos, permitir uma pequena empresa como essa tornar-se grande, conhecida e apreciada no mundo.

O trabalho que fazem na vinha, não é só a viticultura, mas uma verdadeira arte da jardinagem no cuidado das vinhas.  Um completo respeito pela natureza e seus ciclos sem o uso de produtos químicos. As videiras são amarradas com fibras de vassoura que são secas durante o verão.  

Para Elena, o trabalho no vinhedo é essencial, só vinificam uvas cultivadas em seu próprio vinhedo. Quando estas chegam à adega e começa a vinificação fica a preocupação de fazer jus aos frutos da colheita.  Felizmente, o resultado final satisfatório justifica tudo o duro trabalho na vinha e adega.

Adega

A vinícola atual nasceu das velhas instalações sob a residência da família (Torre TITOLO), onde o avô Generoso havia colocado o trator e equipamentos agrícolas. Uma primeira expansão foi realizada escavando diretamente a rocha vulcânica para acomodar a adega. 
Esta está montada com todo o equipamento necessário para a colheita, engarrafamento e rotulagem.

Recentemente, concluiu-se a nova adega, construída adjacente à antiga, comunicada por um túnel escavado na rocha vulcânica. A nova estrutura é construída de acordo com os princípios de design ecológico usando materiais e tecnologias de reciclagem para reduzir a zero o consumo de energia e seus impactos.



Conheça e prove esse vinho exclusivo clicando na imagem:





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...