Loja virtual

terça-feira, 7 de março de 2017

Harmonizações Clássicas

Existem pratos que nasceram para ser harmonizados com certos vinhos.

Quando pensamos em como a cozinha evoluiu nas regiões mais clássicas é possível entender porque a harmonização da comida local com o vinho local é tão boa. 

Por vezes encontramos a comida sendo adaptada ao vinho local. Noutras, o vinho local sendo adaptado à comida. De uma maneira ou outra com o passar das muitas décadas e até séculos, comida e vinho tornam-se tão indissociáveis como um daqueles casais que todo mundo já viu: um completa a fala do outro, têm as mesas peculiaridades e se tornam até fisicamente parecidos.

Aqui estão algumas sugestões de pratos da França, Itália e Portugal e suas harmonizações clássicas. 
Mas fique atento! Para que a harmonização funcione, procure preparar o prato da mesma forma e com os mesmos ingredientes usados na região! E claro, harmonize com os nossos vinhos.

França:
- Chablis e ostras: A mineralidade e acidez da Chardonnay no Chablis faz um casamento divino com as ostras frescas.


- Coq au Vin: esse clássico da gastronomia francesa fica maravilhoso com um Borgonha mais estruturado.




Itália:
- Bistecca ala fiorentina com Chianti Classico: nada melhor que harmonizar o prato clássico da Toscana com um dos vinhos mais clássicos da região.
    

- Brasato ao Barolo com... Barolo, claro: receita típica do Piemonte e que harmoniza com o mais famoso vinho local. 

Está com pena de colocar seu Barolo na receita? Nós sabemos... Por isso a receita leva um vinho da mesma uva, nebbiolo. Confira a receita no final do post.


Portugal:
- Sardinhas na brasa com Vinho Verde: sardinhas frescas e braseadas e um bom vinho verde! É para comer de joelhos!


- Queijos Roquefort e Stilton com Boal: o vinho da Madeira, tão pouco apreciado por aqui, fica divino com esses queijos de sabor intenso e salgados graças à doçura e sabor marcante do Madeira.


Deu água na boca? Não precisa! Entre na loja virtual, compre os seus vinhos e aproveite as melhores harmonizações!



Receita Brasato al Barolo


Ingredientes
  • 1 peça de lagarto de cerca de 1 kg
  • 1 garrafa de nebbiolo (compre AQUI)
  • 60 ml de conhaque
  • 6 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • 2 cenouras em rodelas
  • 2 folhas de louro frescas
  • 3 talos de salsão picados
  • 1 ramo de alecrim fresco
  • 1 colher (chá) de pimenta-do-reino em grãos
  • 1/2 pau de canela
  • 4 cravos-da-índia
  • 2 cebolas médias descascadas e cortadas ao meio
  • sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

1.      Numa panela pesada e com tampa, com capacidade para 3 litros, coloque o lagarto, o vinho, o conhaque, metade do azeite, a cenoura, o louro, o salsão, o alecrim, os grãos de pimenta amassados e a canela. Espete um cravo-da-índia em cada metade de cebola e junte aos demais ingredientes. Tampe a panela e deixe na geladeira de um dia para o outro.
2. Duas horas antes de cozinhar a carne, retire a panela da geladeira (desde que a temperatura ambiente esteja fresca). Retire a carne da marinada e seque-a com toalha de papel; despeje o marinada em outro recipiente.
3. Coloque o azeite restante na panela, deixa aquecer e junte a carne, dourando de todos os lados (use uma pinça grande para virar a carne). Tempere a carne generosamente com sal e pimenta-do-reino moída na hora. Junte a marinada na panela (por ser muito predominante, elimine a canela), espere ferver, reduza bem o fogo e deixe cozinhar com a panela tampada por cerca de 3 horas. Vire a carne de vez em quando e preste atenção para que o líquido não evapore muito, para ser usado como molho.
4. No momento de servir, coloque a carne sobre uma tábua e corte-a em fatias grossas. Acompanhe com uma massa na manteiga ou com polenta, regando com o molho. Para preparar o molho, elimine as partes sólidas e deixe reduzir um pouco em uma panela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...